Coriolis e sua dinâmica em ventos e marés

C

Um dos primeiros livros que li sobre travessias oceânicas e que me fez entender um pouco sobre a dinâmica de ventos e correntes marítimas, foi “Cem dias entre o céu e o mar”, do Amyr Klink.

Ele fez sua travessia entre a Namíbia, na África e a Bahia, em um barco à remos em cem dias, solo.

O livro é muito divertido e é natural pensarmos no desafio, mas se olharmos bem, trata-se de um livro sobre planejamento.

Quem acompanha o Amyr sabe que ele é referência como palestrante, requisitado por grandes empresas para falar sobre planejamento e gerenciamento de recursos, de forma singular.

Além de todos os demais aspectos de planejamento da viagem transoceânica, Amyr Klink estudou por anos a rota usada pelos portugueses para alcançar a Índia, documentada através da viagem de Vasco da Gama, em 1497.

Os portugueses sabiam que nos oceanos haviam uma dinâmica de ventos e correntes marítimas, ou movimentos ciclônicos que funcionam como enormes redemoinhos. Por conta desse conhecimento é muito pouco provável a descoberta ocasional do Brasil como aprendemos na escola.

Rotas da viagem de Vasco da Gama para a Índia
Rotas da viagem de Vasco da Gama para a Índia

Ou seja, com esse conhecimento Amyr navegou “pelos trilhos” até o Brasil, usando mais a cabeça dos que os braços.

Agora que sabemos que essas rotas existem, vamos entender como se formam.

Força de Coriolis ou efeito Coriolis

O planeta Terra gira em sentido horário, correto? Na verdade as horas são uma representação desse movimento de rotação em torno do próprio eixo.

Diariamente o sol nasce ao leste e se põe a oeste, por conta do sentido rotatório do planeta.

Esse movimento de rotação ocorre em uma determinada velocidade e gera uma força inercial centrífuga ou pseudo-força centrífuga no planeta, gerando uma disformidade, a Terra é achada nos polos e abaloada na linha equatorial.

As massas de ar e água possuem uma tendência de deslocamento para oeste pois a Terra gira no sentido oeste-leste, horário.

Existem muitos experimentos simples para demonstração, esse é um deles:

Circulação das massas de ar e áGUA

As massas de água e grandes porções de ar acabam sofrendo consequências desse movimento. Por conta da diferença de pressão atmosférica as massas de ar e de água saem dos polos (zona de alta pressão) e se deslocam para a linha equatorial (zona de baixa pressão).

Esse movimento não acontece numa linha vertical reta dos polos ao centro da Terra. Por conta da pseudo-força centrífuga essa massas tendem a se deslocar para oeste e funcionar como ciclones e anticiclones, dependendo do hemisfério.

Movimento de massas de ar e água
Rotas de conversão dos oceanos
  • Em vermelho massas de ar e água aquecidos retornando da linha equatorial em direção aos polos.
  • Em azul massas de ar e água mais frios partindo dos polos para a linha equatorial.

 

Portanto, dependendo da latitude temos predominância de direção de ventos em direções diferentes e esse conhecimento é importante em travessias oceânicas de longas distâncias latitudinais.

A água do vaso sanitário gira em sentido diferente em cada hemisfério?

Essa questão foi abordada até em um episódio dos Simpsons. O Bart Simpson telefonava aleatoriamente para um telefone na Austrália e perguntava para onde girava a água do vaso.

A resposta é não, pois o movimento da água só sofre esse efeito em grandes porções de água em grandes diferenças de latitude.

Adicionar comentário

Siga-nos

Receba as atualizações do site através das redes sociais.